Top 10 de Produtos e Serviços que deram errado

 

Desde que o mundo é mundo as pessoas fazem invenções mirabolantes para ganhar dinheiro. A verdade é que muitos empresários que hoje fazem sucesso revelam suas tentativas frustrantes antes do grande dia chegar e seus produtos popularizar.

Pensando nisso, separamos dez produtos e serviços que não deram certo, confira:

1 – Já pensou em uma lasanha com o nome Colgate?

Em 1982, a famosa marca de produtos para higiene bucal lançou uma linha de alimentos congelados chamada Colgate Kitchen Entréés. Nem precisamos dizer que não fez o sucesso esperado, a empresa errou ao não bolar uma nova marca para o segmento alimentício.

2 – Lingerie BIC 

Você leu certo, a marca de canetas, isqueiros e barbeadores, em 1998, no Reino Unido, tenteou lançar uma linha de roupas íntimas, que ao exemplo da Colgate, não popularizou.

3 – Olha a explosão 

E não estamos falando da música do Kevinho, e sim, de computadores da marca Dell, que em 2006 precisaram ser recolhidos por conta de peças fabricadas pela marca Sony que aqueciam demais e pegavam fogo. Foram recolhidas mais de 4 milhões de notebooks com esse problema e as duas empresas dividiram um prejuízo de US$ 400 milhões.

4 – Suco? 

Para reduzir seus custos na produção de suco de maçã, no final dos 1970, a fabricante de comida para bebês Beech-Nut trocou a formula original do produto por outra que não passava de água, aromatizante e açúcar, porém seguiu anunciando a fórmula que era 100% natural, nas embalagens. O suco de água foi descoberto, a empresa multada e dois executivos presos.

5 – Descarta roupas 

A Unilever, no Brasil conhecida por fazer produtos de limpeza como o sabão em pó chamado Omo, em 1994, no Reino Unido lançou o Persil Power, para bater uma concorrente. Porém o produto para tirar manchas de roupas funcionou até em excesso, deixava as peças rasgadas e furadas.

6 – Verdades Secretas 

Você lembra do aplicativo Secret? Criado com o objetivo de permitir que as pessoas desabafassem anonimamente sobre problemas do cotidiano ou situações difíceis, tomou um rumo inesperado pelos criadores e passou a ser um espaço hostil, onde as pessoas confessavam crimes, ou faziam acusações contra outras pessoas, por esse motivo o produto não deu certo e encerrou as atividades.

7 – Carro turbinado 

O Chrysler Turbine foi lançado em 1962, e era um projeto ousado na época. No lugar do motor do veículo era uma turbina de avião, isso mesmo, UMA TURBINA DE AVIÃO. E não para por aí, tinha dois lugares, aceitava diesel, querosene e até óleo vegetal (preservar o meio ambiente, né?). No entanto, fazia um barulho insuportável e a temperatura dos gases do escapamento era muito alta. Apenas 55 exemplares foram produzidos.

8 – CarBurguer 

Segundo o designer iraniano Roohollah Merrikhpour, o calor do escapamento de um carro poderia ser melhor aproveitado, como por exemplo, para assar hambúrguer. O Car Exhaust Grill não permitia o contato da fumaça com a carne. De um modo geral, as pessoas não curtiram a ideia por considerar algo nojento.

9 – No pain, no gain! 

Manter o corto em forma e as atividades físicas até na hora da alimentação, com esse pensamento uma empresa irlandesa, chamada The Cheeky, criou uma linha de talheres que as facas e garfos pesavam até 2kg. Imagina a força e a motivação na hora das refeições.

10 – Descontrole da natalidade 

Em 1998, pílulas de anticoncepcionais Microvlar chegaram ao mercado brasileiro, entretanto, os comprimidos eram ineficazes e gerou um aumento considerável de nascimentos no país. “As pílulas de farinha” fizeram com que o laboratório Schering fosse condenado a pagar R$ 1 milhão em uma ação coletiva de danos morais.

Você compraria ou utilizaria algum desses produtos ou serviços?

*Fonte Revista Mundo Estranho, Ed 211 – Editora Abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua João Pessoa, 135 - Pátria Nova - CEP 93410.120 - Novo Hamburgo - RS Telefone: (51) 3035.2829